Transporte de animais: quais cuidados devem ser tomados

Transporte de animais: quais cuidados devem ser tomados

O período de férias é sinônimo de viagem, passeios e muita diversão! Nessa época, muitas famílias passam dias fora de casa e, é claro, algumas pessoas preferem levar  os pets consigo. Mas será que é permitido pegar estrada com cachorros e gatos dentro do carro? Existem regras para o transporte de animais? 

A verdade é que há uma lei específica para tratar do assunto. As normas são simples, mas é preciso respeitá-las. Caso contrário, a infração gera multa para o condutor.

Conheça a lei sobre o transporte de pets

O artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro é o que trata do assunto. Ele legisla sobre carregar pets no veículo, segurança e sugere aplicação de multas em casos de infrações. Confira:

  1. É proibido dirigir carregando qualquer pet entre braços e pernas.

A multa é de gravidade média e tem valor de R$130,16 e gera quatro pontos na CNH.

  1. O CTB proíbe também transportar o animal na parte externa do automóvel e também no bagageiro.
    A natureza desta infração é grave e o veículo precisa ser retido, com adição da multa de R$195,23 e cinco pontos na CNH.

Ainda, é preciso considerar o artigo 169 do CTB. Ele regula que não se deve “dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança”. Dessa forma, é preciso considerar que:

  1. Carregar o seu pet no carro nunca deve prejudicar a atenção do motorista. Por isso, o ideal é transportar o bichinho preso com um cinto de segurança especial ou caixas próprias.

Além do que diz a lei, é importante levar em conta a saúde e a segurança do animal. Por isso, listamos mais algumas dicas de viagem.

  1. Pets de 5 a 50 kg devem ser transportados com cinto de segurança. O artefato deve envolver o peitoral, costas e ombros do bichinho, acoplado ao suporte para o cinto de seres humanos. 
  2. Uma grade divisória costuma ser uma boa opção para animais que não conseguem ficar muito calmos durante o trajeto. Por conta do agito, essa peça vai separar os passageiros do pet.
  3. A caixa de transporte é indicada para animais menores, sempre no banco de trás, presa por um cinto de segurança.

Cuidados com a segurança e a saúde do seu pet

Quanto ao bem-estar do bichinho, também há algumas indicações.

Você pode preparar, antes da viagem, curtas rotas de carro para o animal, oferecendo agrados, carinhos e petiscos. Assim, o animal fará uma associação positiva com essa atividade. 

Alguns cachorros e gatos também podem sofrer de estresse e ansiedade em passeios e viagens de automóvel. Outros podem até sentir enjoo! Nesses casos, é fundamental consultar um veterinário. Há medicações específicas para acalmá-los e para evitar vômitos, calculados por peso, tipo e raça.

Por fim, mantenha sempre água disponível para os animais e, claro, faça paradas para que eles possam fazer suas necessidades básicas.

Agora é só pegar estrada. Boa viagem!

Gostou do conteúdo?

Para ficar por dentro de tudo no setor automotivo, fique de olho nas nossas redes sociais e aqui no blog.

E lembre-se de sempre consultar a placa do seu próximo carro seminovo no site do Carcheck Brasil antes de fechar negócio! Nosso sistema te dá informações detalhadas sobre o automóvel e é fundamental para evitar problemas futuros. 

Autor

O Carcheck proporciona uma negociação mais segura na compra do veículo usado. Antes de fechar negócio, é possível analisar indicadores de segurança, informações de seguradoras, além das condições atuais e rodagem junto aos órgãos competentes. Com a consulta, você também se previne de problemas como débitos em financiamentos, além de eventuais irregularidades que possam existir no veículo consultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *